Home / Colunas / Lutas que devem rolar pós UFC 204

Lutas que devem rolar pós UFC 204

lutas que devem

Salve rapaziada do MMAFórum e do BJJFórum. Que grande evento tivemos em Manchester neste final de semana, heim? O UFC 204 com certeza é um evento que ficará marcado na história do MMA. Tivemos atletas promissores dando mais um passo rumo ao estrelato. Também vimos grandes estrelas dando aquele último tostão de seu brilho aos fãs. E, como já virou costume, tivemos decisão polêmica dos juízes laterais. Na verdade, tudo isso mesclado acaba mostrando que o UFC 204 nos entregou um conteúdo sensacional, que gerará debate entre os fãs por um bom tempo. Mas vamos deixar a enrolação e o lenga-lenga de lado e partir ao que interessa: o que será que reserva o futuro para as estrelas que abrilhantaram esta última edição do Ultimate? Se liga no que eu, André Bicudo, e o meu mano Fernando Justin aprontamos para vocês nesta edição do Lutas que Devem Rolar:

 

1-1

MICHAEL BISPING x WEIDMAN/ROMERO (por André “Bicudo” Barbosa)

E não é que o reinado inglês continua entre os médios? Tá certo que Bisping manteve sua cinta em uma decisão bem polêmica – eu, inclusive, pontuei a luta empatada, após um 10-8 do Hendo no round inicial – mas a realidade é que ele continua sentado no trono dourado da divisão. No meio do ano, após Bisping derrubar o favoritíssimo Rockhold, eu defendi que “Bispo” vs Hendo seria a luta que eu faria para o inglês naquele momento, como você pode conferir aqui, remando contra a maré da maioria que defendia que havia chegado o momento do Jacaré. E mais uma vez eu vou na contra-mão da maioria: gostaria de ver Bisping vs o vencedor de Romero/Weidman na próxima defesa de cinta dos médios. E por que não o vencedor de Jaca vs Rock? Duas razões: Romero, na minha opinião, é hoje o contender número 1, vindo inclusive de vitória sobre o exageradamente exaltado brasileiro. “Mas ele vem de doping” alguns vão dizer, o que pra mim não faz sentido, afinal, o “Soldado de Deus” saiu inocentado dessa confusão com a USADA. A segunda razão é meio óbvia. Caso Weidman seja o vencedor do confronto contra Romero, ele terá batido o cara com a maior sequência de vitórias da divisão e trará na bagagem o status de ex-campeão dominante e com apenas uma derrota na carreira. Além disso, Weidman seria uma luta inédita ao campeão Bisping, o que, na minha opinião, o colocaria no posto de contender mais qualificado no momento. Caso Rockhold consiga um vitória arrasadora contra Jacaré eu ficaria com um a pulga atrás da orelha e teria uma predileção por fazer Bispo x Rock 3. Fora isso, Bisping x Romero/Weidman é um casamento que me agrada muito mais do que Bisping x Jacaré, por exemplo.

2

DAN HENDERSON – HALL DA FAMA DO UFC (por André “Bicudo” Barbosa)

Infelizmente para todos os seus fãs, o dono da “H-Bomb” resolveu pendurar suas luvas após esse combate. Provavelmente este tenha sido o final de carreira mais bonito e icônico de um lutador de MMA, ainda mais se levarmos em consideração a aposentadoria daqueles que possuem o status de “lenda” do nosso esporte. Eu, fã assumido do Banguela, acho que ele ainda tinha alguma lenha pra queimar, ainda mais se fosse contra atletas veteranos. Mais uma luta contra o Belfort (combate que ele deixa claro que gostaria de fazer novamente), Anderson Silva, Wand… ou até mesmo contra o incansável Tito Ortiz ou contra o Fedor, seriam lutas que eu pagaria, e com gosto, para assistir antes dessa aposentadoria definitiva. Mas, com certeza, fazer uma dessas lutas tiraria o brilho desse final que muito roteirista de Hollywood não poderia ter escrito melhor. Tivemos o Hendo se aposentando em uma luta pela cinta do UFC! De quebra, ainda vimos o nosso Vovô Garoto metendo a mão sem dó e distribuindo o gostinho da Bomba-H para um de seus maiores desafetos no esporte, o inglês Michael Bisping. A luta foi para uma decisão bem apertada, que, inclusive, eu discordei. Porém, essa derrota não denigri em nada esta grande atuação do Hendo, que deixou seus fãs com aquele leve gostinho de quero-mais na boca. Para nós, do MMAFórum e da coluna Lutas que Devem Rolar, só resta engrossar o coro que pede o Hall da Fama do UFC imediato para Daniel Jeffery Henderson, aquele que pode até não ser o maior lutador de MMA de todos os tempos, mas, definitivamente, é dono do cartel mais invejado do esporte e merece a alcunha de “Maior Casca Grossa do MMA”. Muito obrigado por tudo Dan Henderson, e que o futuro do nosso esporte traga  ainda muitos atletas que, ao menos, cheguem próximo do que você foi. #RESPECT

3

GEGARD MOUSASI x EVANS/KENNEDY (por André “Bicudo” Barbosa)

O armeno está on fire! Com uma postura bem agressiva, que pareceu tirar aquele ímpeto inicial avassalador do Fenômeno, Mousasi dominou o primeiro round e liquidou a fatura no segundo, com requintes de crueldade. Terceira vitória seguida dele, e todas com um domínio muito grande sobre adversários bem ranqueados, o que o coloca ali na linha de corte do TS. Poderíamos escolher uma luta contra Anderson Silva, que foi o seu pedido na entrevista pós-luta, mas creio que essa luta queimaria um possível ME mais vendável do Spider em um futuro evento numerado (AS x GSP?). Poderíamos ir no mais óbvio e sugerir o vencedor de Whittaker vs Brunson, luta que não gosto, pois queimaria ou o próprio Mousasi ou um prospect em ascensão, o que não seria legal para uma categoria em reconstrução. Por isso resolvi ouvir meu parça Justin e fiz uma opção que foge do normal, colocando Mousasi contra o vencedor de Evans vs Kennedy. Claro que para essa luta se realizar vai depender muito da postura que o vencedor deste combate adotará para o seu futuro dentro do evento, pois mais um período de longa inatividade de qualquer um dos dois que venha a vencer, impossibilitaria esse casamento. Porém, é uma boa opção de luta, que pode alavancar Mousasi para uma disputa de cinta ou colocar um dos dois veteranos novamente no topo do esporte, em caso de vitória.

4

VITOR BELFORT x NATE MARQUARDT (por Fernando Justino)

Terceira derrota de Vitor Belfort nas últimas quatro lutas, e praticamente da mesma forma como foi derrotado por Chris Weidman e Ronaldo Jacaré. Já está claro que o brasileiro não tem mais condições de competir entre os tops da categoria, e sua aposentadoria do esporte parece ser iminente. Gostaria que ele fizesse uma luta de despedida aqui no Brasil, e escolhi Nate Marquardt para ser o seu último adversário. O americano recentemente nocauteou Tamdan McCrory, mas apesar da vitória, sabemos que ele também não é um lutador com condições de estar entre os tops da categoria. Uma luta ideal para fechar com chave de ouro a carreira do Fenômeno. #20anosdemmanotopo

5

JIMI MANUWA x MAURICIO SHOGUN (por Fernando Justino)

Jimi Manuwa não era o favorito para o combate, mas quebrou a banca e conseguiu um belo nocaute pra cima de Ovince St-Preux no segundo round. Para o seu próximo combate, eu remarcaria o duelo contra o brasileiro Mauricio Shogun. Os dois foram escalados para se enfrentarem em novembro de 2014 pelo UFC Fight Night 56 em Uberlândia, mas Manuwa saiu da luta devido à uma lesão.

6

STEFAN STRUVE x LEWIS-TYBURA (por Fernando Justino)

O gigante Stefan Struve confirmou o seu favoritismo, e finalizou o polonês Daniel Omielanczuk com um triângulo de mão no segundo round. O duelo entre Derrick Lewis e Marcin Tybura estava marcado para acontecer no próximo sábado em Manila, mas com o cancelamento do evento, ainda não sei o que exatamente o UFC fará com os combates programados para o card. Caso não haja nenhuma mudança, eu coloco o vencedor desse combate contra o holandês em seu próximo compromisso no UFC. Ou no caso de cancelamento da luta, o próprio Lewis seria um adversário interessante para Struve. Vale lembrar que o gordinho Roy Nelson também está disponível, porém Struve já foi nocauteado por Nelson em 2010, e não tenho muito interesse nessa revanche.

7

MIRSAD BEKTIC x RENAN BARÃO (por André “Bicudo” Barbosa)

O produto da ATT, que vem chamando a atenção dos fãs a algum tempo com suas apresentações devastadoras, fez mais uma vítima no UFC 204. Bektic não tomou conhecimento de Russell Doane e, mais uma vez, tirou pra nada um de seus adversários dentro do UFC. Na minha opinião, acabou o tempo de apenas observar ele matando lutadores medianos ou postulantes ao ranking: é chegada a hora de um desafio real para uma das maiores promessas da atualidade. Mirsad precisa encarar um cara de nome, que o coloque em evidência com uma possível vitória ou que possa lhe mostrar que entre os TOPs a parada é mais esquisita e o buraco é mais embaixo. E por que não Renan Barão? O brasileiro ainda é um grande nome do MMA mundial e precisa mostrar que pode ser nos penas aquilo que ele foi nos galos: um campeão. Quando o amigo Luiz Guilherme Mourão nos sugeriu essa luta, na hora me chamou a atenção e com certeza seria um grande combate que pode mudar os rumos da categoria mais bagunçada do Ultimate.

8

IURI MARAJÓ x EDDIE WINELAND (por Fernando Justino)

Iuri Marajó foi o grande destaque do card, na minha opinião. Numa das lutas mais complicadas da sua carreira, o manauara teve uma performance incrível e finalizou o inglês Brad Pickett com um triângulo no primeiro round, depois de ter aplicado um knockdown com uma cotovelada giratória. O americano Eddie Wineland também está vindo de uma boa vitória sobre Frankie Saenz, e faria um combate muito interessante contra o brasileiro.

9

BRAD PICKETT x TAKEYA MIZUGAKI (por Fernando Justino)

Lutando dentro de sua casa, o inglês Brad Pickett sofreu sua quarta derrota nas últimas cinco lutas. Outro que não vive uma boa fase é o japonês Takeya Mizugaki, que perdeu três dos últimos combates. Um combate bem interessante entre dois veteranos do WEC.

10

MARC DIAKIESE x FELIPE SILVA (por Fernando Justino)

Um dos lutadores mais promissores da Europa, Marc Diakiese estreou com vitória dentro do UFC sobre o polonês Lukasz Sajewski. Diakiese ainda apresenta algumas falhas no jogo de chão, mas sem dúvidas é um lutador para ficarmos de olho. Para o seu próximo combate, eu o coloco contra o brasileiro Felipe Silva, que estreou pelo UFC com uma rápida vitória por nocaute sobre Shane Campbell em agosto.

11

MIKE PERRY x YANCY MEDEIROS (por Fernando Justino)

Fazendo seu segundo combate pelo UFC, Mike Perry conseguiu mais uma vitória por nocaute e mostrou que é um lutador bastante empolgante. E na minha opinião, ele não vai passar de um lutador empolgante, pois não o vejo como um lutador promissor. Outro lutador que costuma fazer boas lutas é o havaiano Yancy Medeiros, que derrotou Sean Spencer no UFC 203. Além da vitória, o havaiano levou pra casa o bônus de performance da noite, e anteriormente na derrota para o brasileiro Francisco Massaranduba, Medeiros também foi premiado com bônus de luta da noite.

12

LEONARDO SANTOS x NIK LENTZ (por Fernando Justino)

Léo Santos derrotou seu compatriota Adriano Martins, porém não foi um combate que me encheu os olhos. Apesar disso, o atleta da Nova União continua mostrando sua evolução como lutador de MMA, e pode estar chegando perto do top 15 da divisão. Coloco ele contra o americano Nik Lentz, que está vindo de duas vitória desde que retornou para a divisão dos leves. O vencedor desse combate pode ganhar o ticket de entrada para o top 15 do ranking peso-leve do UFC.

Outros casamentos: (por Fernando Justino)

  • Damian Stasiak x Alejandro Pérez
  • Leon Edwards x Sean Strickland
  • Ovince St-Preux x CB Dollaway
  • Daniel Omielanczuk x Travis Browne
  • Davey Grant x Michinori Tanaka
  • Albert Tumenov x Kenny Robertson
  • Danny Roberts x Michael Graves
  • Adriano Martins x Chris Wade
  • Russell Doane (demitido)
  • Lukasz Sajewski (demitido)

 

Esses foram os nossos casamentos, meus queridos. Caso você tenha uma outra sugestão de luta, fiquem a vontade para deixarem seus comentários logo abaixo ou então na nossa página oficial no Facebook. Espero que tenham curtido, abraço à todos e até a próxima.

Não deixem de seguir também nossos perfis no Twitter e no Instagram.

Matéria escrita em conjunto por Fernando Justino e André “Bicudo”Barbosa

** O material acima representa a opinião pessoal dos autores, não retratando necessariamente a opinião do BJJFórum *

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com